Publicado por: blogdamariazinha | 05/11/2012

Eleições nos Estados Unidos

Amanhã será o dia da escolha entre esses dois, apesar de existirem outros 141 nomes na disputa presidencial do país.

Amanhã, os cidadãos dos Estados Unidos da América, irão resolver quem será o futuro presidente dos Estados Unidos. Entre os 143 postulantes, como descobri lendo o site g1 outro dia (ver http://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2012/noticia/2012/11/eua-tem-143-candidatos-so-obama-e-romney-sao-opcoes-em-todo-o-pais.html), somente dois tem chances reais de vitória. O atual presidente Barack Obama, pelo Partido Democrata, e o senhor Mitt Romney, pelo Partido Republicano.

O sistema de eleição dos Estados Unidos é pelo colégio eleitoral. Cada estado – de acordo com a sua população – tem direito a certo número de delegados. Em 49 estados funciona o sistema “the winner takes all”, quando o vencedor naquele estado ganha todos os delegados para sua candidatura, somente em Rhode Island funciona um sistema proporcional para a definição dos candidatos.

Isso faz com que, como na primeira eleição de George W. Bush e em algumas poucas oportunidades na história, o presidente possa ter menos votos que o candidato derrotado.

Essa é uma possibilidade nessa eleição que está, conforme mostram todas as pesquisas, bastante apertada, com ligeira vantagem, pelos estados que detem maioria, para o presidente Obama.

Dez estados, no entanto, são a chave para a vitória, e é neles que os candidatos estão concentrando sua atenção. São eles: Flórida, Pensilvânia, Ohio, Carolina do Norte, Virgínia, Wisconsin, Colorado, Iowa, Nevada e New Hampshire.

Eu, que torço pela vitória de Obama, acho que, na verdade, pelos impactos de suas ações sobre o mundo, o presidente dos Estados Unidos da América deveria ser votado em todo o mundo. Poderíamos até propor um sistema onde o voto dos americanos valeria 51% e os outros cidadãos do mundo todo, dentro também de um sistema proporcional, teriam 49% dos delegados. Seria justo, penso eu.

Falando sério, torço para que o presidente Obama seja vitorioso e consiga, ao longo dos próximos quatro anos, colocar a situação econômico-financeira dos EUA em ordem, isso será importante para o Brasil e o mundo, visto que a situação europeia demandará ainda um grande esforço e o Japão sabe-se lá se irá um dia se recuperar desses cerca de 10 anos de estagnação. Não dá para depender só da China.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: