Publicado por: blogdamariazinha | 22/08/2012

Brasil é o 4º país mais desigual da América Latina

Estudo da ONU mostra o Brasil como o quarto mais desigual da América Latina. Muito esforço por fazer para mudar esse quadro.

Estudo divulgado ontem pelo Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos, o ONU-Habitat, mostrou, mais uma vez, o quanto ainda temos que evoluir para prover os cidadãos desse país com qualidade de vida decente.

Esse estudo, que é importante para todos os candidatos a prefeito desse país, mas também para governadores e seus secretários, a presidente e seus ministros, entidades da sociedade civil organizada e todo aquele cidadão que se interessar pelo tema da qualidade de vida, mostra alguns dados importantes sobre o nosso país e nossos vizinhos latinos.

Somos, como destaca o título do post, o quarto país mais desigual da América Latina, só sendo “vencidos” por Guatemala, Honduras e Colômbia. Somos o terceiro com maior concentração de pobreza em áreas urbanas, sendo “derrotados” por Paraguai e México. Somos apenas o sexto no que se refere ao acesso a redes de saneamento nas casas, atrás de Uruguai, Chile, Argentina, Paraguai e México. Por fim, para destacar apenas alguns dados do levantamento, somos o quarto país mais urbanizado da América Latina, sendo superado por Paraguai, Argentina e Chile.

Esses dados demonstram o quanto já avançamos em relação ao ano de 1990, quando, por exemplo, éramos o país mais desigual da América Latina, o que é uma informação – levemente – positiva, mas mostram, por outro lado, o quanto ainda temos que avançar e o quanto, muitas vezes, governos – como o do senhor Lula da Silva – gostam de pintar a situação com tons muito mais belos do que realmente são.

Se fossemos ouvir as “preleções” do senhor Lula acerca das realizações do governo dele, e ainda mais acreditar no que dizia, poderíamos pensar que o Brasil era um verdadeiro paraíso na Terra e que isso, claro, havia sido feito em seu governo.

Esses dados devem, ainda, nos chamar a atenção para o fato de que se queremos sair desses indicadores desfavoráveis temos, como sociedade, que agir. Não serão os governos – de que nível da Federação que for – que nos tirarão dessa situação. Os cidadãos, suas organizações da sociedade, as empresas, todos nós, enfim, temos que agir para mudar esse quadro.

Mostram, por fim, que se queremos mudar essa situação, isso será tarefa de muitos anos, que não será nenhum líder “messiânico” que nos tirará dessa situação. O Brasil, suas conquistas e dificuldades, foram construídos ao longo de muitos e muitos anos, muitas e muitas décadas, muitos e muitos séculos, e teremos que fazer um esforço hercúleo para irmos, ao longo do tempo, mudando essa situação.

Evidente que a escolha de bons gestores públicos para as prefeituras nas eleições desse ano já podem ajudar muito nesse processo. A gestão ética e eficiente, além de socialmente preocupada, dos recursos públicos é algo que, com certeza, ajuda a mudar esse quadro.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: