Publicado por: blogdamariazinha | 09/08/2012

A farsa que querem nos vender no Mensalão: foi caixa 2 para pagamento de dívidas de campanha

Hoje o professor e jurista Miguel Reale Júnior fez uma boa pergunta sobre essa farsa que os mensaleiros querem construir de que o Mensalão foi um mero caixa 2 eleitoral.

Hoje completou-se uma semana do início do julgamento do Mensalão, Ação Penal 470. Depois dos dois primeiros dias começaram a defesa dos 38 acusados, sendo que dois deles não tiveram denúncia feita contra eles pelo Procurador-geral da República.

Hoje, por indicação de um sobrinho, ouvi uma ótima entrevista do Professor e jurista Miguel Reale Júnior na Rádio CBN (link: http://cbn.globoradio.globo.com/programas/cbn-brasil/2012/08/09/MENSALAO-SO-HOUVE-ACERTO-DE-GASTOS-DE-CAMPANHAS-DE-CANDIDATOS-ELEITOS.htm).

Muito competente, como sempre, sensato e analisando tecnicamente as dificuldades da acusação e da defesa no processo do Mensalão. Fez algumas observações sobre o julgamento de Collor de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF) e outras análises.

Mais importante, no entanto, foi a questão que o senhor Reale Júnior sobre a farsa de que o Mensalão seria um “mero” Caixa 2 para acertar os gastos de campanha.

A questão por ele levantada é a seguinte: “Porque só candidatos eleitos receberam dinheiro para acertar os gastos de campanha?”. Não existiu nenhum não eleito na lista desse “Caixa 2 eleitoral?”. Esse pessoal do PT é muito bom para saber quem iria ou não se eleger, deveriam, tal qual aquele deputado baiano – o João Alves, do escândalo do Orçamento do Congresso na década de 1990 – jogar na loto ou na mega sena.

Logo depois – conforme descobri “futucando” o site da CBN – a jornalista Rosean Kennedy (http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/roseann-kennedy/2012/08/08/TENSAO-HOJE-NO-STF-FICA-POR-CONTA-DA-DEFESA-DE-JOAO-PAULO-CUNHA-UNICO-REU-QUE-E-CAND.htm) destacou inúmeros outros absurdos da demagógica defesa que estão fazendo os senhores advogados de defesa. É um desfile de inocentes e santos que não acaba mais, sobrou não para o mordomo – que nessa história não existe – mas para um ex-dirigente do Banco Rural que já morreu faz muito tempo.

Realmente esses mensaleiros pensam que todos os brasileiros são uns beócios. Esperemos que os senhores ministros do STF não caiam nessa esparrela e façam as necessárias condenações.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: