Publicado por: blogdamariazinha | 13/06/2012

Sem força-tarefa e sem intervenção em Kennedy. Sobrou o que Pedro Valls Feu Rosa?

Nesses seis meses que está para completar de gestão, além da criação de um monte de comissões disso e daquilo, sobrou pouco para o senhor feu Rosa apresentar. Intervenção em Kennedy e força-tarefa já foram para o espaço. Será isso apenas ativismo judiciário virtual?

Tem um ditado antigo que diz que quem fala demais dá bom dia a cavalo. Acho que esse dito popular está se aplicando ao senhor pedro Valls Feu Rosa, atual presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJ-ES).

Quando assumiu a presidência da Corte o senhor Valls Feu Rosa anunciou – com pompa e circunstância – uma série de medidas para – pelo que entendi das palavras dele – ajustar o Poder Judiciário capixaba aos interesses e demandas dos cidadãos e aos estritos limites das leis e da Costituição. Vale lembrar que o senhor Feu Rosa assumiu a presidência em 15 de dezembro de 2011.

Nos últimos tempos – apesar de um maior número de audiências e júris populares – não percebi realmente grande diferença na prestação dos serviços que o TJ-ES deve aos capixabas. Não percebi qualquer alteração significativa, por exemplo, na ocorrência e punição da criminalidade – a qual a Justiça está ligada por força das suas atribuições de julgamento.

Pior, talvez, nessa avaliação de insuficiência da gestão do senhor Pedro Feu Rosa, é a questão de Presidente Kennedy e a tal força-tarefa que a ela estava ligada, apesar de extrapolar o seu âmbito.

O que aconteceu afinal com a intervenção em Presidente Kennedy? Onde foi parar aquele ímpeto denunciador-controlador-punidor dos primeiros dias do escândalo? Cadê o julgamento do pedido de intervenção? Vai ter ou não vai ter intervenção, senhor Valls Feu Rosa?

Para completar o quadro das iniciativas frustradas – e frustrantes – podemos verificar hoje no jornal A Gazeta o senhor ministro da Justiça – José Eduardo Cardozo – negar o envio ao Espírito Santo da força-tarefa.

Ao que parece, tal qual nos poderes executivos federal, estadual e municipal de Vitória, o que está prevalecendo no TJ-ES nesses primeiros 6 meses de gestão é muito de ativismo judiciário virtual.


Responses

  1. Prezada Mariazinha Vellozo Lucas ,

    Sou seu admirador, e concordo em parte com sua postagem, mas também entendo que a execução destes projetos nos obriga à análise das nossas opções de desenvolvimento futuro. Por outro lado, a complexidade dos estudos efetuados cumpre um papel essencial na formulação das novas metas administrativas. Não podemos esquecer que a atual estrutura de organização auxilia a preparação e a estruturação das atitudes e das atribuições da já realizadas. Do mesmo modo, o novo modelo estrutural aqui preconizado contribui para a correta determinação das novas proposições. A prática mostra que o desenvolvimento de formas distintas de atuação assume importantes posições na definição das opções básicas para o sucesso do programa. Nunca é demais insistir que a constante divulgação das informações facilita a definição do sistema de formação seja ela virtual ou não. A experiência mostra que a consolidação das estruturas prejudica a percepção da importância das condições apropriadas. É fundamental ressaltar que a análise dos diversos resultados oferece uma boa oportunidade de verificação dos índices pretendidos. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como o início do programa de formação de atitudes que acarreta um processo de reformulação das formas de ação.
    Espero ter sido bem claro,

    Cordialmente,

    Moacyr Calmon


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: