Publicado por: blogdamariazinha | 01/06/2012

PIBinho de m….

O governo Dilma contribuindo, mais uma vez, para um PIBinho de m….

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje o resultado do Produto Interno Bruto do primeiro trimestre de 2012. Como era previsível, diante dos dados que já vinham sendo apresentados setorialmente, veio um PIBinho de m…., 0,2% em relação aos últimos três meses de 2011.

O desempenho por setores da economia mostra que a agropecuária teve uma queda de 7,3%, o de serviços cresceu 0,6% e a indústria cresceu 1,7%. Vale lembrar que a indústria vinha de três trimestres sucessivos de queda, que essa elevação de agora faz apenas zerar e o setor de serviços vinha de uma variação inconstante, um de queda, um alta, um de queda e outro de alta, no que se refere aos três trimestres anteriores.

Preocupante também nos dados divulgados hoje são o aumento das importações e dos gastos do governo e a redução nos investimentos e o pequeniníssimo crescimento das exportações (0,2%).

Comparando-se aos países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) o nosso país foi o que teve o menor crescimento do PIB nesse primeiro trimestre de 2012.

Não é por acaso que, tentando repetir movimentos anteriores, que permitiram um crescimento maior com base no aumento do consumo, o governo vem tomando essas medidas em relação aos automóveis e essa tentativa de forçar a queda de juros no mercado. O problema é que a situação é outra, e, diante disso, por óbvio, mesmo não sendo economista, é fácil diagnosticar que os remédios deveriam ser de outra ordem.

O que os governos do lulo-dilmismo-petismo têm conseguido no campo do crescimento econômico são meros voos de galinha, baixos e curtos. Não estão fazendo nada para nos preparar para voos mais prolongados de crescimento, só precisam – na visão oportunista deles – conseguir que num ano ou noutro se cresça numa taxa maior para se fazer bastante propaganda e se criar uma “feel good sensation”, complementada claro por intensos programas de distribuição de renda.

Cuidar de educação, dos nossos gargalos de infraestrutura, de redução do custo Brasil, da corrupção, do aumento de produtividade do país, portanto, nem pensar, isso dá muito trabalho, tudo que eles não gostam.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: