Publicado por: blogdamariazinha | 26/04/2012

TJ-ES dá pra trás com intervenção em Presidente Kennedy: será a solução Jack Ruby?

O TJ-ES fez muito barulho sobre o caso Presidente Kennedy, mas agora parece que não quer mais perturbar o processo. Qual a razão para isso?

As coisas são realmente muito difíceis aqui no Espírito Santo. As coisas, claro, no sentido de as coisas da política, as coisas do poder.

Ontem tivemos mais uma dessas coisas que não se entende.

Falo, por óbvio, da decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJ-ES) de adiar por 15 dias a decisão do processo de intervenção no município de Presidente Kennedy. Afinal foram eles que falaram em resolver a intervenção ainda essa semana. Chegou-se a falar em 48 horas.

O TJ-ES decidiu abrir um prazo de 15 dias para os senhores vereadores da cidade se manifestarem sobre o pedido de intervenção feito pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES).

Onde já se viu, perguntar aos capangas do lobo se eles acham que o galinheiro, que já está arrombado tem que ser cuidado por eles – capangas – ou por uma outra criatura?

Na prática o que o TJ-ES fez foi enterrar o processo de intervenção na cidade e deixar o status quo se acomodar num novo patamar. Vai me dizer que esses vereadores que sobraram na Câmara não sabiam de nada do que acontecia na Prefeitura? Vai me dizer que eles – os que ficaram – faziam oposição ao prefeito?

Realmente esse senhor Pedro Feu Rosa, atual presidente do TJ, gosta de fazer muito barulho por nada, o por pouca coisa. Quando tem a oportunidade de fazer as coisas andarem de modo mais firme e decidido, ele parece tremer e deixa as coisas ficarem patinando.

Ao que parece a solução vai ser a “la Jack Ruby”, aquele que matou Lee Oswald e impediu as investigações do assassinato de Kennedy de andarem adiante. Espero estar enganada, mas o cheiro de pizza está no ar. No máximo sacrificarão alguns “bezerros”, assim o sistema se mantem com a aparência de estar funcionando perfeitamente. Talvez os desembargadores do TJ-ES devessem ler a peça de William Shakespeare, Muito barulho por nada, e compreendessem que para além da comédia existe algo de trágico na situação.

PS – Curioso o fato de que o TJ-ES se atribua o direito de proibir os vereadores de se manifestarem publicamente sobre o assunto da intervenção.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: