Publicado por: blogdamariazinha | 28/02/2012

Jardim Tropical: onde está o Estado Presente?

Jardim Tropical? está mais para Campo de Guerra. A vergonha do Estado Ausente se revela cotidianamente para os cidadãos capixabas.

Leio no Gazeta Online matéria sobre a noite de terror que aconteceu em Jardim Tropical, na Serra, e vejo com o discurso oficial do “Estado Presente” continua longe da realidade dos capixabas.

Ontem já havia ouvido no jornal da CBN Vitória (link: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/cbn_vitoria/entrevistas/1125637-sub-secretario-de-seguranca-publica-guilherme-pacifico-coordenadora-do-nucleo-de-estudos-indiciarios-da-ufes-marcia-barros-e-comentarista-radio-cbn-vitoria-roberto-simoes.html)
um ótimo debate entre os professores Márcia Barros e Roberto Simões com o senhor Sub-secretário de Segurança Pública, Guilherme Pacífico, sobre a questão da violência em nosso estado.

O professor Roberto Simões destacou que até ontem, desde o início de 2011, quando começou o governo Renato Casagrande, já tinham ocorrido 19 toques de recolher na Grande Vitória, com o dessa noite em Jardim Tropical já são 20 em 14 meses de governo, quase 1,5 por mês.

A professora Márcia, muito corretamente ao meu juízo, destacou a falta de uma política estruturada e continuada para a área de segurança pública. O tema só é discutido a medida em que acontece algum(ns) evento(s) de grande repercussão. Como, por exemplo, o tiroteio que aconteceu em plena luz do dia, por volta das 11h30, nesse último domingo na Praia da Costa.

O governo estadual, por mais que assuma a dificuldade no setor, não chega nem mesmo a divulgar o número dos policiais que temos por área, muito bem destacando o professor Simões que o número de policiais militares no nosso estado é hoje o mesmo que em 1983, quase trinta anos atrás.

A sociedade que, como tenho aqui insistido em muitos posts, paga cada vez mais tributos aos poderes estatais, recebe muito pouco dos serviços públicos. É vergonhosa a situação da segurança pública em nosso estado. O “Estado Presente” é, na verdade, uma péssima imagem que a toda hora a realidade insiste em desmentir, para desespero dos governantes e das propagandas intensivas que fazem, como terrivelmente perceberam nesses últimos dias os moradores de Vila Velha e da Serra, e como o fazem cotidianamente praticamente todos os cidadãos capixabas. Quando vamos ter realmente um “Estado Presente” ao invés do “Estado Ausente” que há anos domina nossas vidas?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: