Publicado por: blogdamariazinha | 17/11/2011

ALES aprova Universidade estadual: demagogia pura

Ao invés de lutar por algo tangível e muito mais objetivo e imediato - ampliar e qualificar o ensino médio - deputados estaduais aprovam autorização para criação de instituição de ensino superior. Fala sério.

Os deputados estaduais aprovaram ontem – em votação unânime – projeto de emenda à Constituição autorizando a criação, por parte do governo estadual, de instituições de ensino superior, universidades, logo dizem eles.

Jogam para a plateia os senhores parlamentares estaduais.

Porque?

Vários são os aspectos que me fazem ser contra essa medida. Aspectos, digamos, conjunturais e estruturais. Vamos a eles, sem ordem de importância.

Primeiro, estamos, no atual momento, com uma série de ameaças sobre as finanças públicas e não me parece nada sábio querermos assumir gastos fixos tão vultosos quanto o que se precisa para se instalar uma instituição de ensino superior.

Segundo, isso retiraria a obrigação do governo federal, a quem devemos pressionar, pelo aumento das vagas na Universidade Federal do Espírito Santo. Até onde sei, o ensino superior é uma obrigação do governo federal, os governos estaduais ficam com o ensino médio – que devemos ampliar em quantidade e qualidade – e o ensino fundamental com as prefeituras.

Terceiro, as condições para se instalar instituições de ensino superior hoje são bastante mais complexas e exigem gastos e estrutura física e de pessoal que demanda um bom tempo para se alcançar, o título de universidade, então, demora ainda mais, demandando o estabelecimento de cursos de mestrado e doutorado, além de cursos de graduação em todas as áreas do conhecimento.

Quarto, temos em nosso estado uma série de instituições de ensino superior privado com as quais poderiam ser feitos convênios para a ampliação de um programa de oferecimento de bolsas que já existe. Lógico que, para isso, penso eu, teríamos que ter uma série de mecanismos de controle de qualidade para não estimular instituições de ensino de baixo custo e – pior – baixíssima qualidade.

Melhor, muito melhor, penso eu, seria – como já disse, mas quero reforçar – a ampliação e qualificação da rede estadual de ensino médio, inclusive com bons cursos técnicos, que preparariam nossos jovens para o mercado de trabalho com reais condições de empregabilidade com bons salários. Ao mesmo tempo devemos pressionar o governo federal pela ampliação da UFES.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: