Publicado por: blogdamariazinha | 22/09/2011

Algumas observações a mais sobre o financiamento público de campanhas eleitorais

Esse deve ser o resultado prático se a proposta de financiamento público de campanhas eleitorais for aprovada, a mala do caixa 2, que já não é pequena, deve ficar ainda mais estufada.

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou ontem(pensei que já tivessem, diante das evidências, dado essa reforma, mais uma vez, como morta, apesar de sua necessidade) a proposta que institui o financiamento público de campanha.

Esses senadores que votaram a favor da proposta estão brincando com fogo. E como diz o ditado “criança que brinca com fogo, de noite faz pipi na cama”, pior, podem acabar queimadas. Parece o caso com suas excelências senatoriais.

Ainda bem que o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) já conseguiu as assinaturas para forçar a votação desse projeto em plenário, pois ele foi aprovado em caráter terminativo e, não fosse a iniciativa do senador, iria direto para a Câmara dos Deputados.

Ontem apareceu um número que além de exemplificar o tamanho do problema, apresenta, claramente, a inviabilidade desse financiamento. Em reunião do Palácio Jaburu, em Brasília, da qual participavam defensores da proposta. Chegou-se, na reunião, a um valor total de R$ 3.000.000.000,00 (três bilhões de reais) para custear as campanhas no próximo ano. Feitas as contas, e considerando-se que o Brasil tem mais de 5.500 municípios, descobriu-se que os mais de 60 mil candidatos que teremos o ano que vem teriam, cada um, cerca de R$ 4.000,00 (quatro mil reais) para fazer campanha.

Fala sério. Quem vai fazer campanha com esse volume de recursos? Talvez nos municípios de Borá (SP), com 806 habitantes, e Serra da Saudade (MG), com 811 habitantes, seja possível. Na maioria absoluta das cidades brasileiras esse valor é impossível para candidatos a vereador e, principalmente, prefeitos.

É lógico que defendo a redução dos gastos de campanha, mas querer que isso aconteça dessa maneira é uma brincadeira sem graça alguma. O que vai acontecer, com certeza, se essa proposta vingar, será a institucionalização do famoso caixa 2, tão ao gosto do senhor Lula da Silva e seu partido, que acham isso uma coisa “normal”, deve ser por isso, com essa intenção, que defendem, ele e o seu partido, tão intensamente a proposta de financiamento público.

Com toda certeza esses R$ 3 bilhões seriam muito melhor utilizados se fossem aplicados na saúde ou na educação.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: