Publicado por: blogdamariazinha | 25/07/2011

Só pensam naquilo, poderiam virar, no entanto, “garotos de programa”

Depois os partidos não entendem o sucesso de candidatos como Tiririca, Romário e outros similares exóticos. A culpa, na maioria dos casos, é deles mesmos.

Os políticos brasileiros – e os capixabas dentre eles, claro – parecem só pensar naquilo: as eleições de 2012 e as eleições de 2014. Uma vinculada à outra, assim mesmo.

Não tenho uma postura moralista de repúdio a esse tipo de visão. O que acho repugnante e detestável – tenho adorado essa palavra para falar da política e, especialmente, de muitos políticos – é só pensar nisso.

Natural que sendo a eleição o momento chave das posições futuras de poder, que ela mobilize a atenção dos políticos. Isso seria saudável se viesse acompanhada de uma preocupação fundamental: o que pretendo fazer do mandato que conseguir, qual será a postura que terei no Executivo ou no legislativo? No entanto, infelizmente, não é isso que acontece.

Se nossos políticos se transformassem, nesse sentido, em “garotos de programa” seria algo bastante saudável para o sistema político brasileiro, daríamos passos, muitos deles, rumo a poderes políticos menos assolados pela mesmice, pelo discurso vazio, pela corrupção, por tantas das mazelas que cotidianamente presenciamos.

Poderiam os partidos políticos – na verdade deveriam – estabelecer, desde já, comissões para a elaboração de programas básicos de governo e de ação legislativa, poderiam estabelecer que seus filiados só poderiam ser candidatos se fizessem os cursos tais e quais, poderiam estabelecer um banco de projetos de lei para os candidatos ao legislativo e um de projetos para as prefeituras, poderiam muita coisa se se interessassem por política e por poder como métodos de ação e solução para os problemas coletivos.

Teríamos, então, orgulho de termos nos quadros de nossos partidos políticos uma série de garotos de programa. Hoje o que temos, no entanto, na maioria dos casos, são apenas pessoas interessadas em ganhar eleições para realizar – como diria Chico Buarque – suas “tenebrosas transações”. São garotos sem programa. Não servem, portanto, para nada.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: