Publicado por: blogdamariazinha | 22/07/2011

O Partido Republicano dos EUA é a cara do Partido dos Trabalhadores no Brasil

A dupla de bons companheiros Bush e Lula traduz, com sua proximidade, a similaridade entre eles e a ação dos seus partidos, seja no governo, seja na oposição.

Toda essa crise da questão do teto da dívida dos Estados Unidos me fez ver que a ação do Partido Republicano (PR) americano é deveras similar a ação do Partido dos Trabalhadores (PT) no Brasil, seja na oposição, seja no governo.

Vamos a identificação que faço entre os dois.

Quando na oposição ambos não tem nenhuma responsabilidade com a discussão de políticas públicas efetivas, são – sempre – do contra, nunca apoiam uma medida que seja, mesmo que já tenham defendido algo que porventura defendam.

O PT, por exemplo, não assinou a Constituição de 1988, foi contra a entrada de Luiza Erundina no governo Itamar Franco, fazendo-a se licenciar do partido e depois dele se afastar, era contra o Plano Real, era contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e tantas outras coisas. Sempre foi contra tudo e todos, honestos eram eles, hahahaha, corretos estavam sempre eles, hahahaha.

O PR americano, bom distinguir para não imaginarem que falo nesse PR brasileiro, age da mesma maneira. No caso do teto da dívida joga irresponsavelmente com a dívida americana, brincando com as imprevisíveis consequências que isso pode ter para o mundo, aprovando na Câmara dos Deputados, onde está com maioria, um pacote de corte da dívida que é inaceitável para o Executivo americano e o Senado dos EUA, ambos liderados pelo Partido Democrata (PD).

No governo eles também têm ações similares. Têm uma visão messiânica dos seus líderes e de seu papel e adoram gastar dinheiro público sem se preocupar com as consequências de médio e longo prazo. Além disso, não têm clareza sobre o seu papel internacional, achando que podem impor suas visões apenas por conta do seu peso relativo, seja o dos EUA, no âmbito mundial, seja o do Brasil, no âmbito da América do Sul e/ou Latina.

Não por acaso o senhor Lula da Silva, teoricamente um líder de esquerda, dava-se tão bem com o senhor George W. Bush, um líder da direita fundamentalista americana. Lógico que eles tinham também as suas afinidades pessoais, a mais evidente sendo o desprezo pelo estudo e o conhecimento, tudo – para eles – resumindo-se, tão somente, ao poder de decidir e implementar as ações. Voluntarismo em grau máximo.

Para os EUA as consequências dessas ações aparecem já há alguns anos, nós caminhamos para isso. O futuro dirá.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: