Publicado por: blogdamariazinha | 15/07/2011

Eu gostaria de morar no Espírito Santo que a TV Gazeta apresentava até o dia 31 de dezembro de 2010

Imprensa livre, condição sine qua non para a democracia. Esperemos - ao longo do tempo - construir uma efetivamente livre de todas as influências, especialmente em nosso estado.

Realmente o Espírito Santo piorou uma barbaridade desde o dia 1º de janeiro de 2011 a contar com as matérias jornalísticas que vemos diariamente estampadas no jornalismo televisivo – outros também, mas principalmente o das TVs – sobre as condições de saúde, educação, segurança pública e sistema prisional, entre outros.

Eu realmente não sei se isso é fruto de um novo posicionamento efetivamente responsável, do ponto de vista de que a imprensa deve mesmo exercer uma espécie de controle social de todas as entidades públicas, especialmente as governamentais, o que seria, digamos assim, uma visão positiva do que está acontecendo, ou se é apenas uma tentativa de negociar novos padrões de compromisso para o gasto das polpudas verbas públicas disponíveis em caixa, o que seria uma visão mais negativa, alguns diriam mais realista, do que está acontecendo.

Falo disso, pois não me lembro de ter visto, por exemplo, ao longo de todo o mandarinato do senhor Hartung Gomes, uma matéria sequer que mostrasse cenas do interior dos hospitais capixabas, como as que o ES TV 2ª edição nos mostrou ontem. Ao que saiba era, inclusive, vetado aos jornalistas acesso ao interior dos hospitais durante o período de 2003 – 2010.

Falo disso, pois me lembro que as imagens do nosso degradado sistema prisional só foram aparecer nas manchetes do jornalismo capixaba depois que se transformaram em assunto nacional e até internacional.

Falo disso, pois torço para a existência e afirmação de um jornalismo capixaba que não seja chapa branca, que lembre aqueles bons tempos, da imprensa claro, do governo José Ignácio onde as denúncias eram feitas e não varridas para baixo do tapete.

Falo disso, pois vejo que – a seguir pelas notícias de boa parte da imprensa capixaba – o Espírito Santo que era “uma casa arrumada” até o dia 31 de dezembro de 2010, de repente virou uma bagunça total.

Não imagino que alguém poderá me acusar de ser uma defensora do governo de Renato Casagrande, como é óbvio nele não votei, critiquei – muitas vezes – a sua campanha, tenho já feito críticas ao seu governo, e continuarei fazendo, mas não me parece que as coisas – fazendo uma retrospectiva de boa parte do jornalismo capixaba recente – possam ser tão diferentes assim de um momento para outro.

A imprensa capixaba, se quer se portar como um jornalismo mais crítico e independente, deve – também ela – fazer uma autocrítica do seu passado recente.

Falo disso, pois compreendo como plenamente verdadeira a assertiva de Thomas Jefferson de que “nossa liberdade depende da liberdade de imprensa, e ela não pode ser limitada sem ser perdida.”

Infelizmente, como constatou o próprio Jefferson, “a lei determina que a imprensa deve ser livre, não que deva ser boa.”

Como a imprensa livre é uma causa e também uma consequência para a construção de uma sociedade efetivamente democrática teremos que lidar com a imprensa livre que temos e, com os meios que temos hoje a nossa disposição, pressionar para que ela cumpra, sempre e efetivamente, o seu papel de defesa dos cidadãos, de denúncia dos inescrupulosos poderosos, dos malfeitos e dos crimes, da corrupção e da ineficiência, da burocracia e dos desperdícios e mais, muito mais, sempre mais.


Responses

  1. Brilhante análise. Que os capixabas tenham bagagem para discernir as informações que tanto a mídia nacional como a local regurgita, muitas vezes sem nenhuma responsabilidade, ou notadamente parcial.

    • Fernando, realmente, penso, que precisamos de uma imprensa que seja crítica, isso nos anda em falta, muitos interesses acabam obstaculizando esse caminho. Obrigada pelo apoio e grande abraço.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: