Publicado por: blogdamariazinha | 01/07/2011

Banda larga?

Esse governo, como o de Lula, gosta de anunciar mais do que realmente está fazendo. Esse, mais uma vez, é o caso do tal Plano Nacional de Banda Larga.

Esse governo de Dilma Rousseff, como o anterior de Lula da Silva, adora anúncios grandiloquentes de pífias consequências reais. Esse é o caso do tal Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

A promessa é de internet barata e rápida em até 90 dias. Será?

O governo fala em 1 mega de velocidade de conexão e R$ 29,90 de custo mensal.

Na verdade, é importante frisar isso, as provedoras de serviço de acesso de internet tem a obrigação, em nosso país, de fornecer – no mínimo – 10% da velocidade prometida. A maioria das empresas nunca fornece aquilo que promete, portanto. Sempre ancoradas nesse dispositivo, bastante leniente, no mais das vezes fornecem mesmo é o mínimo.

Se temos, portanto, uma velocidade prometida de 1 mega é melhor as pessoas se prepararem para algo em torno de 100 ou 200 kbps.

Dizer que o preço de R$ 29,90 é popular é assaltar a inteligência alheia. Num ano uma pessoa gastaria R$ 358,80. Para alguém que ganhe 1 ou 2 salários mínimos não parece ser esse preço, realmente, uma pechincha.

Mais do que isso, no entanto, o governo não fala sobre a ampliação da rede de acesso e de preços de equipamento de acesso à internet.

Fica faltando falar sobre o mais importante. Como os lugares que não tem acesso passarão a tê-lo? Com que tipo de equipamentos isso será feito?

O Brasil, todos sabemos, é um país de dimensões continentais, e isso – sempre que precisamos desenvolver esse tipo de infraestrutura – nos coloca dificuldades que só poderão ser vencidas com uma combinação de ação planejada e integradora de esforços. Isso que deve fazer é o governo. Já vimos isso para a implantação de redes de abastecimento de energia elétrica e de telefonia fixa.

Dadas as nossas dimensões e os desafios que temos o governo precisa fazer muito mais que apenas anunciar o PNBL. Deve – isso sim – viabilizar as condições para que ele se torne realidade. Tanto no sentido de garantir um acesso de velocidade, quanto ao que vem primeiro, permitir que as pessoas tenham acesso à internet. Disso o tal PNBL, parece, que não tratou. O importante é a pirotecnia do ato. Lula faz escola.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: