Publicado por: blogdamariazinha | 27/06/2011

Estado contra Cidadãos

Para o Estado em nosso país os cidadãos são apenas números, talvez até incomodos para ele, o Estado, por suas demandas e necessidades. Os cidadãos, na verdade, além de ter imagem, tem vida, tem necessidades, tem vontades e realizam muitas coisas, além de sustentar esse próprio Estado.

Essa é, na verdade, uma luta sem classe, sem classe alguma, um verdadeiro salve-se quem puder, um banzé como se dizia antigamente.

O Estado, ao menos no Brasil, o que talvez mereça um estudo todo especial das várias áreas de ciências humanas e sociais, ao invés de um aparelho da classe dominante, ou, até eventualmente, em poder dos dominados para promover a Revolução e se autoextinguir, parece que, além de querer manter e ampliar benesses, no mais das vezes se volta contra os cidadãos, para lhe exigir mais e mais impostos, exercer mais e mais controles e complicar mais e mais a nossa vida.

Não há, penso eu, no campo das diversas teorias políticas uma explicação para essa postura arrogante, autossuficiente, autocentrada e introspectiva do poder estatal.

Como podemos permitir que a burocracia, de uma maneira mordaz, eficiente (no sentido dos interesses dela e não dos cidadãos) e continuado, possa permanente e crescentemente infernizar as nossas vidas?

Como podemos aceitar que em uma época desistemas informatizados tenhamos que, a todo momento, fornecer uma, duas, várias vezes, as mesmas informações?

Como podemos concordar em que o Estado estabeleça padrões administrativos, que dizem respeito aos cidadãos, sem nos ouvir e, no mais das vezes, contra os nossos interesses?

Como podemos consentir que o Estado obrigue a todos os cidadãos serem possuidores de certos conhecimentos e ou equipamentos, como, por exemplo, no caso da Receita Federal que só aceita a declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física pela Internet?

Como podemos tolerar que apenas os serviços estatais que estabelecem controles tenham boa qualidade e os serviços que nos cuidam do bem estar tenham qualidade sofrível?

Esse tipo de Estado que, na prática, se volta contra os cidadãos não pode ser tolerado. Urge, com urgentíssima necessidade, que os cidadãos questionem nos mais diversos fóruns e das mais diversas maneiras esse Estado que só sabe cobrar, só quer impor, mas que não gosta de trabalhar, como devia,por sinal, a favor dos cidadãos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: