Publicado por: blogdamariazinha | 08/06/2011

O Banco Central quer empurrar o prejuízo e a responsabilidade para os cidadãos: o caso dos roubos de caixas eletrônicos e o capitalismo que socializa prejuízo e privatiza lucros

Os bandidos explodem caixas eletrônicos, os bancos não se protegem e o BC quer transferir o prejuízo para os cidadãos. Como diz o Elio Gaspari é demofobia pura.

Como já havia destacado em sua coluna de fim de semana, e repetiu hoje, o jornalista Elio Gaspari classificou a decisão do Banco Central do Brasil (BC) de demófoba.

A decisão do BC a que se refere o título desse post e a definição de Gaspari é sobre o caso das notas pintadas de caixas eletrônicos explodidos. Esses equipamentos têm um dispositivo que toda vez que o caixa é arrombado ele libera uma tinta que pinta parte das notas.

O que decidiu o BC então? Caso o cidadão recolha uma nota dessa, seja num caixa eletrônico, seja em outro lugar, ele deve realizar todo um procedimento burocrático e, eventualmente, recuperar o valor daquela nota. Poderá perder também. A Federação Brasileira dos Bancos (FEBRABAN), claro, que adora esse governo e odeia seus clientes, aplaudiu a medida.

Querem, como sempre nesse governo dos trabalhadores e num burocracia super especializada, distante dos cidadãos e próxima dos banqueiros, transferir o ônus para os cidadãos.

Bastava, se querem pegar eventuais “trocadores de dinheiro” para os assaltantes de caixa requisitar que as pessoas troquem as notas em agências e que, ao fazer isso, tenham seu CPF registrado. Caso o cidadão comece a trocar notas demais que seja investigado.

O BC não pensa assim. A cada nota a burocracia é de tal monta e tão visivelmente contrária a possibilidade de troca que será sempre melhor ficar com o prejuízo. As horas que se perderão nesse processo não compensarão – na maioria dos casos – o valor a ser recuperado.

Talvez, como os bandidos já descobriram um mecanismo que limpa essa tinta, o BC decida agora que a cada nota que recebamos que se faça uma checagem na lista dos números das cédulas que foram roubadas. Para “facilitar” nossa vida o BC até colocaria os números em um site, bastaria entrarmos no site na hora, com o computador de mão que todos os brasileiros têm, se não têm deveriam ter segundo esse raciocínio demófobo do BC, e checar os milhares, talvez milhões de números que estarão lá, afinal só na Grande São Paulo até agora nesse ano já são cerca de 60 caixas eletrônicos explodidos.

É o velho capitalismo brasileiro do qual o BC tanto gosta, socializa os prejuízos e privatiza os lucros.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: