Publicado por: blogdamariazinha | 26/05/2011

Solidariedade com Itamar Franco

Gostei muito dessa charge do Itamar. Desejo a ele pronta e completa recuperação de sua leucemia.

O senador, ex-prefeito de Juiz de Fora, ex-governador de Minas Gerais e ex-presidente da República, Itamar Franco, teve detectada a existência de leucemia.

Ao que nos informam a doença, ainda bem, foi detectada em seus estágios iniciais e o senador já está de licença médica, desde o dia 21 de maio, e recebendo tratamento.

Itamar Franco tem um papel especial na história recente e nem tão recente de nosso.

Ainda em 1974 esse até então político mineiro, nascido na Bahia, conhecido somente na sua cidade de Juiz de Fora, contribuiu para a espetacular vitória do antigo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) sobre a Aliança Renovadora Nacional (ARENA), o partido do governo da ditadura militar, nas eleições para o senado daquele ano. Essa vitória serviu para acender a oposição no país e forçar o ritmo e a marcha da abertura lenta, gradual e segura que havia sido iniciada pelo Presidente Ernesto Geisel (1974 – 1979).

Em 1992 na crise do impeachment de Collor de Melo, Itamar Franco assumiu com um governo de ampla unidade, que incluía desde o Partido da Frente Liberal (PFL), hoje Democratas (DEM), até a senhora Luíza Erundina, então no Partido dos Trabalhadores (PT). Logicamente, diante da sua renitente postura oposicionista a senhora Erundina teve que licenciar do PT.

Foi no seu governo, ainda em 1994, que se lançou o Plano Real que conseguiu, até hoje, estabilizar a inflação em nosso país.

Itamar Franco é muitas vezes um personagem político polêmico. Tivemos, especialmente durante a presidência, alguns episódios um tanto quanto cômicos ou grotescos. Me lembro do episódio da moça com ele no carnaval e sem calcinha, de sua obsessão com a volta do Fusca e de seu estilo um tanto agitado de governo. Suas declarações, algumas vezes, eram a de quem era de oposição. Era um presidente diferente, num certo sentido muito natural e legítimo.

Itamar Franco tem, com toda certeza, seus méritos e problemas. Quem não os têm? Ninguém, no entanto, pode negar a esse político sui generis valores éticos.

Um episódio muito marcante de seu governo foi o caso Henrique Hargreaves. O então ministro-chefe da Casa Civil, Hargreaves, foi acusado de manipulação do orçamento federal. O presidente Itamar, então, decidiu pelo seu afastamento do cargo enquanto pairassem suspeitas sobre ele. Depois que provou sua inocência o ministro voltou ao cargo.

Isso deveria, inclusive, ter virado uma norma. Infelizmente não aconteceu, nenhum de seus sucessores, Fernando Henrique Cardoso, Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, agora com o caso Palocci, agiu dessa maneira. Teriam dado importante e salutar contribuição à ética na política brasileira.

Atualmente no Senado, se favorecendo do conhecimento que tem do Regimento Interno daquela Casa, Itamar Franco tem sido a voz mais ousada e efetiva para combater os desmandos da tropa de choque governista, que, liderada pela dupla José Sarney e Renan Calheiros, não quer ter limites em ser subserviente. Itamar, de forma efetiva tem conseguido barrar, um pouco o caminho deles.

Interessante a mensagem que enviou a todos os senadores comunicando a sua doença e o seu período de licença. Tipica do estilo Itamar. Pediu que “no seu período de ausência, que ele espera extremamente curto, sejamos todos [os senadores], em especial Vossa Excelência [José Sarney], guardiães do regimento dessa Casa”.

Uma nota de percepção. Diferente, absolutamente diferente a atitude dele em relação a sua doença da que teve a presidente Dilma, seja quando teve o câncer diagnosticado, só revelando quando a notícia já se tornaria mesmo pública, e agora com o caso da pneumonia que ela buscou esconder a amplitude do caso. Até na doença Itamar Franco estabelece um padrão diferente de político.

Uma nota curiosa que une Itamar ao Espírito Santo, especialmente a cidade de Vitória. Foi a empresa dele, ou em que ele trabalhava como engenheiro, não lembro exatamente, que fez o aterro e o calçamento da Avenida Beira mar durante o governo Jones dos Santos Neves. Nessa época o jovem engenheiro Itamar era frequentador dos famosos bailes da Fafi e, dizem, namorou a então jovem filha do professor Jair Dessaune, a bela Ilsa.

Desejo ao senhor Itamar o mais pronto restabelecimento de sua saúde, o Brasil, e especialmente o Senado, precisam de sua presença.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: