Publicado por: blogdamariazinha | 10/05/2011

Impunilândia: mais uma faceta do ES que Hartung Gomes nos legou

Impunilândia, a terra da impunidade, é a terra - também - de Hartung Gomes. O grande legado que ele nos deixa nesses oito anos de desmando e incompetência.

Infelizmente não consigo achar no site da CBN Vitória uma notícia que ouvi ao final e que dizia que o Espírito Santo era o terceiro estado brasileiro com maior número de homicídios não resolvidos em nosso país.

A notícia que achei sobre o tema no site Gazeta Online é do dia 19 de janeiro desse ano e é ainda pior. Segundo essa notícia, que reproduzo ao final do post, o Espírito Santo é o pior estado da Federação nesse quesito. Uma tragédia.

Isso é a mais clara evidência de como a impunidade campeia em terras capixabas. Se pensarmos que a Polícia Civil, completamente desaparelhada e muitas vezes servindo a interesses inconfessáveis não fez – ou seria não faz? – nada também no que diz respeito ao combate à corrupção, que é também função dela e não só da Polícia Federal, temos um quadro ainda mais aterrador da impunidade nessa terra de Vasco Coutinho.

Lastimável, acho eu, que a maioria não consiga ou não queira ver que um grande responsável por todo esse conjunto de situações ruins que enfrentamos é o senhor Hartung Gomes. Espero que um dia consigam.

Mas e o passado? E o que veio antes dele? Perguntarão sempre alguns.

E o que ele fez por isso? O que ele fez contra a corrupção no Detran? O que ele fez para resolver a caótica saúde, a não ser impedir os jornais de fotografarem os corredores dos hospitais? O que ele fez para modernizar a economia e a política capixaba? O que ele fez pela nossa educação? O que ele fez…? O que ele fez…?

Teve condições políticas e econômico-financeiras para isso. Não fez por que não quis ou por falta de competência, talvez por ambos.

De todo modo o grande responsável pelo estado de coisas caóticas que atualmente ocorrem no Espírito Santo é ele, Hartung Gomes.

Veremos se o senhor Renato Casagrande conseguirá e quererá desarmar a “bomba” que herdou e que é muito diferente da “casa arrumada” que nos foi insistentemente vendida nos últimos anos.

MPES cria força-tarefa para concluir casos de homicídios não solucionados
19/01/2011 – 20h19 – Atualizado em 19/01/2011 – 20h19
GAZETA ONLINE

Uma força-tarefa criada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), em parceria com a Polícia Civil, solicita a colaboração de cidadãos que tenham informações sobre casos de homicídios não solucionados, ocorridos até o dia 31 de dezembro de 2007.

Esta ação, destaca o promotor Paulo Panaro, tem o objetivo de concluir, até dezembro deste ano, o maior número de casos possíveis para combater a impunidade. A força-tarefa vai contar com 21 promotores de justiça voluntários, assessores, servidores administrativos e estagiários. Dos 14 mil inquéritos insolutos existentes no Estado, mais de 1.500 já estão sendo analisados.

O Espírito Santo é o Estado com o maior número de inquéritos não solucionados. No topo da lista também estão Paraná, com mais de 9 mil casos e o Rio de Janeiro, com mais de 8 mil. Ao todo, estima-se mais de 60 mil casos insolutos em todo o país. A força-tarefa funciona de segunda a sexta-feira, de 9h às 18h, na Rua Henrique Novais, 76, Centro de Vitória-ES, próximo à loja C&A. Os telefones para contato são (27) 3222-6977 (27) 3222-6977


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: