Publicado por: blogdamariazinha | 05/05/2011

Fluminense, Cruzeiro, Internacional e Grêmio: futebol brasileiro em maus lençóis

Esses quatro times foram eliminados ontem da Copa Libertadores de 2011. Qual será a razão?

Já disse aqui, mais de uma vez, que nada entendo de futebol. Eventualmente leio algumas matérias sobre o assunto nos jornais e, principalmente, ouço Laércio, nossos filhos e netos conversando sobre o assunto.

Laércio, Luiz Paulo e Sérgio são torcedores do Fluminense, os netos são flamenguistas, eu também.

Não sou, nem de longe, alguém que possa, no entanto, ser chamada de torcedora. Quase não assisto jogos e, definitivamente, não me emociono – positiva ou negativamente – com os resultados ruins do meu time, que, por sinal, foi agora o campeão carioca invicto, segundo li nos jornais na segunda-feira passada.

Apesar disso fiquei bastante espantada quando li nos jornais de hoje que dos cinco times brasileiros que disputam a Taça Libertadores da América, quatro foram desclassificados ontem. Só o Santos – quer jogou na terça-feira – se salvou da degola geral.

Não fico feliz com esse tipo de situação. Gosto que os times brasileiros, mesmo não sendo o Flamengo, avancem nas competições internacionais e até sejam campeões. Isso aumenta o sentimento positivo de todos. Ontem, com toda certeza, a noite foi ruim para milhões de brasileiros de norte a sul do país.

Fico, no entanto, pensando o motivo para esse apagão do futebol brasileiro ter acontecido. Será uma simples, apesar de ruim, coincidência? Será que os times brasileiros, como dizem os jovens, “se acham”? Será que a preparação foi inadequada? Será que os times de outros países foram favorecidos pela arbitragem? Será que, apesar de tudo, nosso futebol não é tão bom como se pensa?

O futebol hoje é um grande negócio, e esses torneios internacionais são fonte de grandes receitas para os times. Quanto mais cedo se sai desses campeonatos, mas dinheiro se deixa de ganhar. Por isso, é fundamental que os clubes brasileiros deixem de agir de forma amadora e privilegiem – de forma profissional – esse tipo de campeonato. Como dar mais atenção aos campeonatos estaduais do que a esses grandes torneios?

Além disso, é importante que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), comandada pelo famigerado Ricardo Teixeira, deixe de olhar apenas para seus interesses pessoais e de grandes negócios com a FIFA e passe a ser um orientador e defensor dos times brasileiros em todos os torneios desse tipo, impedindo que clubes brasileiros sejam, eventualmente, prejudicados por arbitragens ou qualquer outro tipo de artimanhas.

Os jogadores também precisam se conscientizar de que o faturamento dos clubes, e deles vem o seu salário, está atrelado a um bom desempenho nesse tipo de torneio e precisam se comportar como profissionais e não como “crianças mimadas” que por atitudes temperamentais muitas vezes prejudicam seus clubes.

Assim, quem sabe, nos próximos torneios internacionais, inclusive a Libertadores de 2012, os times brasileiros não se vejam em tão maus lençóis.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: