Publicado por: blogdamariazinha | 02/05/2011

Osama morreu, cuidado com a Al-Qaeda

Osama Bin Laden morreu, precisa-se agora tomar cuidado com a Al-Qaeda.

Osama morreu, cuidado com a Al-Qaeda

Foi anunciada na madrugada de hoje a morte do líder terrorista da Al-Qaeda, Osama Bin Laden.

Essa é com certeza uma morte que merece ser comemorada. Já havia aprendido com alguém que o grande filósofo cristão Thomas Hobbes em sua obra clássica Leviatã afirmava que “também não é pecado o prazer que se pode ter ao imaginar ou sonhar com a morte de alguém, de cuja vida só prejuízo e desprazer se pode esperar. A resolução de executar qualquer ato que objetiva o fim é que é pecado.” (página 98 no endereço http://www.dhnet.org.br/direitos/anthist/marcos/hdh_thomas_hobbes_leviatan.pdf) Portanto, dito isso, não me sinto nenhuma pecadora por esse sentimento de alívio com a morte de pessoa tão má.

Fico, ainda muito feliz, e vocês hão de me desculpar o realismo político, algum chamarão até de cinismo político, que essa morte tenha acontecido no governo de Barack Obama. Esse fato, certamente, impedirá o uso político da morte de Osama pelos dogmáticos, inconsistentes e “trumpeteadores” republicanos.

Evidente que se a Al-Qaeda se tornar, novamente, uma organização ativa e infringir danos aos Estados Unidos isso pode se voltar contra Obama.

Muitos hão, ainda, argumentar que os Estados Unidos apenas provaram o sabor do próprio veneno. Segundo esse raciocínio cínico, esse sim, a culpa por Osama e pelo 11 de setembro foi dos próprios EUA que, ao incentivarem a luta dos chamados mujaheddin contra a invasão soviética no Afeganistão foram os responsáveis pela criação de Osama e da Al-Qaeda. Desconhecer o mínimo de história dá nisso. Política vira ideologia, ideologia vira mistificação.

Osama é filho da ideologia fundamentalista do Islã, como existem em outras religiões os seus fundamentalismos. Ele ter nascido na Arábia Saudita, a pátria da visão muçulmana mais fundamentalista, o Wahabismo, não é mera coincidência. O fato de quando ainda um estudante de economia ter tido contato com ideólogos da Irmandade Muçulmana, a mais antiga organização fundamentalista do mundo árabe também não é coincidência em sua formação.

Osama morreu, e isso, com certeza, é uma boa coisa para o mundo. Evidente que seria uma tolice achar que os problemas ocasionados pela existência do fundamentalismo serão extintos com sua morte, o fundamentalismo muçulmano é muito – muito mesmo – maior que a Al-Qaeda. Existem grupos como o Hamas, a Jihad Islâmica, o Hezbolah e tantos outros, existe ainda a Al-Qaeda, apesar do superdimensionamento que damos a essa organização no mundo Ocidental.

Na impossibilidade de prender e julgar Osama, e essa seria a melhor alternativa do ponto de vista jurídico, é positivo que ele tenha desaparecido da face da terra, sua existência em nada contribuía para a humanidade, pelo contrário, dele só o mal advinha.

PS – Seria muito positivo que os Estados Unidos apresentassem uma foto de Osama Bin Laden morto, isso impediria que as famosas teorias da conspiração do tipo de que Elvis ou Hitler não morreram prospere, também, com esse senhor.


Responses

  1. Obama é foda, mataram seu primo Osama e ele ainda comemora…ushaushasuahsuashuahsuah


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: