Publicado por: blogdamariazinha | 11/04/2011

Os desafios de Casagrande

O governador Casagrande afirmou em entrevista ao jornal A Gazeta de domingo que não herdou uma bomba e que não lhe cabe achar culpados e sim soluções. Não concordo com a primeira parte, já sobre a segunda acho que ele está certo, são os cidadãos - com o apoio da imprensa - que devem discutir os responsáveis pelas situações que vivenciamos.

Ontem, dia 10 de abril de 2011, o governo de Renato Casagrande, bem como dos demais governadores e da presidente Dilma, completou 100 dias.

Essa era uma marca usada na política americana que, nos últimos anos, passou a ser destacada, também, no Brasil. Não sei se é a melhor marca possível, mas me parece justo a sociedade desde bem o início dos governos se mantenha atenta ao andamento dos negócios públicos de um novo governante. Isso faz bem a democracia.

Pesquisa do Instituto Futura, divulgada hoje pelo jornal a Gazeta, mostra que os principais desafios de Renato Casagrande na condução dos negócios públicos continuam aquela indefectível tríade diante dos olhos da sociedade capixaba: saúde (70,9%), segurança pública/violência (42,6%) e educação (40,4%).

Casagrande, no entanto, tem, na minha opinião, um grande problema em suas mãos.

Primeiro, a herança da famosa, e cada vez mais mal afamada, “casa arrumada” não é tão bela quanto nos pintavam o ex-governador Hartung Gomes e seus asseclas.

Segundo, imagino que a tolerância que o governo dele terá por parte dos cidadãos capixabas será bem menor do que a que teve o ex-governador, que explorou, no limite da paciência e com muita demagogia, um tanto de propaganda e, também, maestria, reconheça-se, a situação caótica em que pegou o estado no ano de 2003. Casagrande não terá essa oportunidade. A sua própria campanha destacava – de forma um tanto artificial e forçada – a situação positiva que iria herdar de Hartung Gomes.

Terceiro, é o problema da infraestrutura material e humana que ele herdou, em especial nas áreas de saúde e segurança pública, que não estão nem de longe aptas a dar conta das tarefas que têm.

Diante disso o governador Renato Casagrande terá que mostrar grande habilidade política e gerencial para que os “pepinos” que agora aparecem não sejam debitados em sua conta. Deve, também, apresentar de forma rápida soluções que minimizem bastante o problema dessas áreas.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: