Publicado por: blogdamariazinha | 16/03/2011

GliechscHAL(R)TUNG

Amarildo, como ninguém, sabe captar a Gliechschal(r)tung implementada por Paulo Hartung. A charge foi publicada no jornal A Gazeta de terça-feira, dia 15 de março de 2011. Parabéns Amarildo, você é um craque.

A falta de coerência política do senhor Hartung Gomes atinge níveis desconhecidos e desavergonhados mesmo depois de deixar o poder e não precisar mais, como muitas vezes diziam seus sabujos bajuladores, invocar razões de necessidade pública.

Alguns querendo dar um verniz aparentemente intelectual as práticas nada recomendáveis invocavam, por desconhecimento ou esperando o desconhecimento alheio, a tal da ética da responsabilidade de Max Weber.

Para a política hartunguista, no entanto, aplica-se ao meu juízo a palavra Gliechschaltung. Esse é um termo alemão que, conforme aprendi no livro Hitler, de Ian Kershaw, “significa adesão, padronização, e foi utilizado pelos nazistas para designar a política de eliminação do individualismo e adesão à doutrina do partido” e tem a curiosidade de, no seu final, ser quase igual ao sobrenome do senhor ex-governador e o significado político muito apropriado para as políticas por ele desenvolvidas ao longo de sua vida política, em especial nos anos em que ocupou a cadeira de governador do estado.

A política hartunguista – tão bem expressa nessa charge maravilhosa de Amarildo que ilustra esse post – desrespeita, além da ética, claro, a convivência partidária, a discussão programática franca e objetiva, os legítimos interesses dos atores políticos e qualquer coerência com princípios e valores cultivados ao longo da vida política. Ela, como os nazistas, só quer submissão, adesão ao projeto, desejos e vontades do “Führer”, no caso em tela Paulo Hartung.

Como um “Führer” dos trópicos, o senhor Hartung Gomes, por meio de pressão, amedrontamento, propaganda e manipulação de inúmeros outros recursos vai tentando a tudo e a todos submeter.

Esperemos que além de Iriny Lopes – uma corajosa voz capixaba – surjam outros insurgentes para lutar contra a Gliechschal(r)tung. Eu, de minha parte, continuarei nessa trincheira virtual fazendo parte desses que lutam contra esse tipo de política e de político.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: