Publicado por: blogdamariazinha | 15/03/2011

A esperteza pode engolir o esperto, sabia Kassab?

Talvez o senhor Kassab se surpreenda com o gosto amargo desse café que o canto da sereia governista está lhe prometendo. Olha a esperteza cidadão.

Circula já há algum tempo na imprensa brasileira a intenção – até agora nunca desmentida – do prefeito de São Paulo, senhor Gilberto Kassab, de fundar um novo partido, o Partido da Democracia Brasileira (PDB) e, ato contínuo, fundir esse seu novo partido ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

As declarações positivas se avolumam, começam a aparecer os protestos.

Na categoria das positivas temos o governador aqui do Espírito Santo, Renato Casagrande, que também é secretário-geral do PSB, afirmando que “…o PSB vai estar a disposição para aliança com esse novo partido”.

No campo de protestos temos o deputado federal Gabriel Chalita (PSB-SP), o segundo mais votado naquele estado, que sente ameaçada uma possível candidatura dele, pelo seu partido, para prefeito, caso o senhor Kassab desembarque de mala e cuia no partido da pomba, e a deputada federal Luíza Erundina, do mesmo partido e estado que Chalita, com protestos mais ideológicos.

O senhor Kassab, com a volúpia típica de políticos carreiristas brasileiros, quer criar o seu partido para desembarcar no projeto governista-lulista dando um “drible”, um jeitinho vamos ser claros, na determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a questão da fidelidade partidária.

Saísse ele do Democratas quando o seu mandato de prefeito de São Paulo acabasse.

Como criar um novo partido sem a máquina da prefeitura na mão? Qual o programa e os princípios desse partido? Com essas perguntas parece que ninguém, ou quase ninguém quer se preocupar.

Esquece o senhor Kassab que a sua base eleitoral não é a base eleitoral do lulo-petismo e de seus históricos aliados. Não percebe o senhor Kassab que a cidade e o estado de São Paulo têm mostrado ao longo dos últimos anos uma coerência no seu voto majoritário – vide as sucessivas eleições de governadores do PSDB e de senadores do PT – que a sua transmutação e de alguém que é do esquema político oposicionista, em âmbito federal, para um neogovernista deverá, com razão, ser rejeitada pela sociedade.

A esperteza, quando é muita, acaba engolindo o esperto. Vejamos o caminho que o senhor Gilberto Kassab vai escolher: coerência e trabalho político consistente ou interesses e malandragem política.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: