Publicado por: blogdamariazinha | 23/08/2010

O TRE-ES não gosta de informação?

Esse TRE-ES está saindo melhor que a encomenda. Ao invés de fazer um trabalho sério, preventivo e repressivo, de combate à corrupção eleitoral fica por aí censurando sites de campanha por frases com informação que o Judiciário não gosta.

Leio, sem acreditar, no jornal A Gazeta que a juíza-auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), Rachel Durão Correia Lima, mandou retirar do ar um parágrafo de um texto publicado no site de campanha de Luiz Paulo ao governo do Estado.

O texto em questão afirma, ao tratar da participação de Luiz Paulo nas eleições municipais de 2004, que “foi vítima nas eleições municipais de Vitória (em 2004), quando um desembargador acusado de participar da Operação Naufrágio, à época juiz, (o) impediu de aparecer nos programas eleitorais”.

O texto do site de Luiz Paulo está falando do senhor Josenider Varejão, aposentado compulsoriamente pelo seu envolvimento nos crimes revelados pela Operação Naufrágio. Se culpado não fosse de algo não teria pegado a pena máxima prevista em processos administrativos que é a aposentadoria, sem prejuízo de eventuais punições em outras esferas da justiça.

Qual o problema?

Será que esse pessoal do Judiciário ainda se sente como em outros tempos? Será que se sentem inatingíveis? Será que, como Josenider, acham que estão só abaixo de Deus botando pra quebrar?

Não é possível tolerar esses abusos e absurdos do poder mais antirrepublicano e antidemocrático da nossa República Democrática.

República e Democracia (assim com maiúsculas sempre) são princípios que pressupõem controle, punição, participação, prestação de contas, coisas que ainda faltam, e muito, ao poder Judiciário.

Porque não controla o TRE-ES a propaganda irregular que ainda acontece nas ruas, as doações ilegais, a compra de votos e de cabos eleitorais e por aí vai?

Não. Isso é sempre difícil, dá trabalho e exige disposição.

Melhor, para mostrar serviço e, demagogicamente, falar que algo está sendo feito é ficar mandando tirar informações de sites.

Quem sabe não determinará essa senhora, ou algum outro deles, que também esse post seja retirado do ar?

Triste, muito triste, esse nosso judiciário (assim mesmo com minúscula) que insiste em querer controlar a informação e a sociedade, sem a ela prestar contas de seu trabalho.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: