Publicado por: blogdamariazinha | 16/07/2010

Lula e o governo “deitam e rolam”, e justiça eleitoral o que fará?

Lula segue com as ilegalidades sem ser incomodado pela Justiça. Até quando?

O presidente Lula segue célere e tranquilo no seu escárnio com a democracia e as instituições políticas no Brasil.

Seu governo é um mar de ilegalidades e de descompromisso com o país. Lula e seus apaniguados só pensam em vencer eleições e se manter nas tetas do poder.

O Secretário da Receita Federal admite que o sigilo fiscal e bancário do Vice-presidente nacional do PSDB foi quebrado ilegalmente “cinco ou seis vezes” conforme afirmou em depoimento no Senado. O que foi feito? Nada. Quem quebrou o sigilo? Ele não revela. Qual a intenção? Ele, como seu chefe Lula, não deve saber, mas é, óbvio, o interesse eleitoral.

A Secretaria de Política para as Mulheres, òrgão vinculado à Presidência da República, lança cartilha e livro com evidente intenções eleitorais de favorecimento da candidata oficial, que tem carta na cartilha e no livro. Foram impressos 215 mil cartilhas, 25 cartazes e 3 mil livros. O custo total da farra com dinheiro público R$ 72 mil.

O Presidente Lula com a justificativa de se desculpar pelo discurso do dia anterior, quando citara Dilma em cerimônia relativa ao lançamento do trem-bala, cita novamente a candidata ontem. Aonde vamos parar?

Será possível que a Justiça Eleitoral não está vendo que essas multas – que dificilmente serão pagas – não estão servindo de dissuasão para o abuso de poder político e econômico e o uso da máquina pública que o presidente Lula está promovendo?

Até quando assistiremos a esse terrível espetáculo de desrespeito e ilegalidades continuadas?

Lula e sua trupe – enquanto não forem efetivamente obstaculizados pela Justiça – garantem a atualidade da famosa frase de Rui Barbosa quando esse afirma que “de tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: